Hong Kong, after 2046

It was 2012 when I saw “2046”, my first big impression of Hong Kong, my first film from Wong Kar Wai. The colors, the rhythm, the city that constantly is framing it self… all of that atmosphere became a great deal of inspiration, but still a distante aesthetics from how I had to represent things around me those years. Recently I had the chance to make a quick visit to Hong Kong. Kowloon, the old part of this particular place in earth, that represent and have been represented by so many different views. My first thought was: “Thank you to my friend Jane, who’s helping me with so many  things in this trip, specially on understanding what this place is really about”. But my second one, as soon as I saw those old buildings at the night time, after the rain, with a soft and cold breeze, light’s shining over the vibrant streets, with a diversity of smells from the street food spots, was: “Thank you Wong Kar Wai”. That atmosphere wasn’t strange to me. I had that feeling while watching his films.

So here it’s a short eyed over the streets of Hong Kong… Still naive and curious, but comfortable and fully aware of that environment at the moment.

Hong Kong, depois de 2046

Foi em 2012 que assisti “2046″, minha primeira impressa de Hong Kong, meu primeiro filme de Wong Kar Wai. As cores, o ritmo, a cidade que constantemente se enquadra… toda aquela atmosfera se tornou uma grande inspiração, mas ainda distante do que eu precisava representar durante esses anos. Recentemente eu tive a oportunidade de fazer uma visita rápida a Hong Kong. Kowloon, a área mais antiga dessa “Região Administrativa Especial”, que representa e já foi representado por tantas visões. Meu primeiro pensamento foi: “Obrigado minha amiga Jane, que me ajudou tanto com essa viagem, especialmente no entendimento do que esse lugar realmente representa”. Mas o segundo, logo que vi os prédios antigos durante a noite, após a chuva, com uma briza leve e fria, as luzes iluminando as ruas vibrantes, com uma diversidade de aromas vindos dos pontos de comida de rua, foi: “Obrigado Wong Kar Wai”. Aquela atmosfera já não era estranha. Eu tive a mesma sensação vendo seus filmes.

Então aqui apresento um curto olhar sobre as ruas de Hong Kong…ainda ingênuo e curioso, mas confortável e totalmente consciente do ambiente naquele momento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close